Grand Central Station comemora 100 anos

Hoje, o blog faz uma justa homenagem a um dos principais pontos turísticos de NY, que comemorou no último dia 02 de fevereiro, 100 anos de existência. Grand Central Station é o segundo lugar mais visitado em Nova York, com cerca de 700 mil pessoas por dia, e ao longo de todo o ano haverá festividades por meio de exposições, instalações artísticas e a reabertura da entrada da rua 42.

O Grand Central não é só uma estação de trens, mas também uma grande obra arquitetônica, um centro comercial, um dos principais pontos turísticos além de ser locação para diversas séries e filmes.

O terminal, situadO no cruzamento da Rua 42 com a Park Avenue, foi erguido pela necessidade de soterrar as vias e aposentar os trens a vapor, mas com a eclosão do carro e o aumento dos preços do solo de Manhattan durante a década de 1960 cogitou-se a possibilidade de derrubá-lo.

O encantamento do terminal chega também ao andar subterrâneo, onde se pode comer em uma área ambientada em velhos vagões de trem e saborear, por exemplo, os famosos cupcakes da série de televisão “Sex and the City”, da confeitaria Magnolia Bakery. No cinema, recentemente vimos cenas filmadas no Grand Central nos filmes Os Vingadores e Amizade Colorida. Algumas séries também já usaram o espaço, como no 1º episódio de Gossip Girl. Além disso, tirar uma foto na frente do relógio de quatro faces no centro da estação,  é um ritual para todos os turistas que visitam a cidade.

Uma das curiosidades do local, destacada na reportagem do Jornal Nacional, é que a acústica dos arcos de cerâmica podem causar um sussurro. Assim se duas pessoas se colocam nas esquinas opostas da entrada em arco e sussurram, a outra pode ouvir sua voz apesar de estarem a metros de distância. Confira o vídeo por meio do link abaixo:

Reportagem produzida pelo Jornal Nacional

Exposições:

  • Até 15 de março, uma instalação multimídia no Vanderbilt Hall mostrará como a Grand Central Station mudou nos últimos cem anos e projeta o futuro não só da estação, como da cidade.
  • A exposição “On time / Grand Central at 100”, de 6 de março a 7 de julho, na galeria do New York Transit Museum, apresentará o trabalho de 12 artistas contemporâneos que retratam o cotidiano da estação, de ontem e hoje.
  • De 25 e 31 de março poderá ver a instalação “Heard NY”, do artista plástico performático Nick Cave: 30 “cavalos” coloridos farão coreografias no Vanderbilt Hall
  • Dia 10 de abril, será a vez da poesia homenagear o centenário, com performances de poetas. No dia seguinte, escritores, historiadores e especialistas farão palestras sobre a história da estação e do transporte ferroviário nos Estados Unidos.
  • Dias 11 e 12 de maio, quando acontecerá uma parada com composições históricas. Um deles é o conhecido como “o trem mais famoso do mundo”, o 20th Century Limited. O evento será aberto ao público.
  • Está prevista para o meio do ano a reabertura da entrada da Rua 42, fechada para reforma. Em outubro a nova iluminação da fachada também será inaugurada.
  • Para fechar o calendário de eventos, uma exposição de 27 de julho a 3 de novembro mostrará fotos, de Hiroyuki Suzuki, que mostram as obras do futuro acesso East Side da estação.

 Fontes: Uol Viagem, O Globo, Jornal Nacional.